Quanto custa um seguro de vida?

Muitas vezes não queremos pensar nisso, mas é muito importante que se algo acontecer de repente, nós não deixaremos quem amamos desamparados. E uma forma de garantir isso é fazendo um seguro de vida em caso de morte tanto natural como acidental. Porém muitos se perguntam quanto custa um seguro de vida?

Além dos seguros de vida existirem para que você possa aproveitar sua vida com maior tranquilidade, sabendo que se alguma coisa inesperada acontecer sua família estará amparada.

Porém o preço do seguro pode variar de acordo com o valor que o seguro quer receber de indenização.

Vale lembrar que o seguro de vida possuem exclusões e condições específicas em todas as coberturas, por isso, vale analisar muito bem antes de fechar qualquer contrato.

Quais são as coberturas mais comuns no seguro de vida?  

Todo seguro tem coberturas básicas e adicionais e a cobertura básica que deve conter é a cobertura para morte. Em caso de morte do segurado, tanto natural ou acidental, os beneficiários receberão a indenização definido na apólice.

Também podemos contar com algumas seguradoras de seguro que permitem você contratar planos de seguros independentes para cada cobertura. Tais como: só a cobertura para morte (natural ou acidental), só para morte acidental, só para invalidez por acidente.

Se você trabalha de forma anônima pensar em uma cobertura conhecida por DIT – Diária de Incapacidade Temporária é interessante, pois ela irá garantir o pagamento da diária contratada por um período em que ele não puder trabalhar por doença ou acidente.

A seguir separei uma lista com as coberturas mais comuns:

Morte (natural ou acidental)

Invalidez permanente total ou parcial por acidente – IPA

Invalidez permanente total por acidente – IPTA

Invalidez permanente por acidente majorada – IPAM

Invalidez funcional permanente total por doença – IFPD

Invalidez laborativa permanente total por doença – ILPD

Despesas médicas, hospitalares e odontológicas – DMHO

Diárias de incapacidade temporária – DIT

Diárias por internação hospitalar – DIH

Doenças graves – DG

No entanto lembre-se – para você adquirir um seguro de vida, você primeiro deve avaliar suas reais necessidades para não contratar coberturas que não serão utilizadas e evitar assim gastos desnecessários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *