Dicas de cuidados com cachorro

Saiba os cuidados com seu cão para mantê-lo seguro, saudável e feliz

Um cão proporciona uma vida de amor incondicional, a lealdade e a amizade por uma vida. Em troca, ele conta com você para lhe proporcionar o básico, tais como alimentos, água fresca, abrigo, cuidados veterinários regulares, exercício, segurança e companheirismo.

Dez dicas de cuidados com cachorro que ele precisa absolutamente.

Cuidar desses 10 fundamentos, você estará assegurando ter uma gratificante e duradouro relacionamento com seu companheiro canino.

  1. Identifique seu cão

Identificação externa: Equipe seu cão com uma coleira com uma placa de identificação que inclui seu nome, endereço e número de telefone. Não importa o quão cuidadoso você é, há uma chance que seu companheiro pode se perder — uma placa de identificação aumenta muito a chance de que seu animal de estimação retornar para casa em segurança. A coleira não deve ser apertada.

Identificação por microchip: O microchip para cães é uma forma moderna de identificar o animal de estimação de um modo eficaz e seguro. O microchip é um micro-circuito eletrônico, bem pequeno que implantado sob a pele do animal. Nesse microchip vai conter um código exclusivo e inalterável que transmite informações específicas que vão ajudar a identificar seu dono, além de outras informações importantes para o animal.

  1. Vacinar e desparasitar seu cão

É importante saber que as vacinas que seu cão deve receber e os intervalos entre as doses devem ficar a critério do veterinário que cuida do seu cão. Independentemente das vacinas que o veterinário irá aplicar, as vacinas múltipla (V8 ou V10) e antirrábica são obrigatórias em qualquer esquema de vacinação.

Os cachorros adultos que nunca foram vacinados ou os filhotes que já passaram da época de vacinar precisam receber três doses de vacina múltipla (com intervalo de 21 dias entre elas) e uma dose de vacina antirrábica. Isso também vale para cães “desconhecidos”, quando não se sabe se foram vacinados. Ambas as vacinas (v8 + raiva) devem ser refeitas anualmente.

  1. Quando você estiver fora de casa, mantenha seu cão dentro de casa

Até um cachorro com uma coleira com uma placa de identificação não deveriam perambular fora de casa, ou melhor na rua. É melhor para você, sua vizinhança e seu cão mantê-lo dentro de sua casa com segurança que podendo correr risco na rua.

  1. Dê seu companheirismo de cão

Um quintal cercado com uma casinha de cachorro é um bônus, especialmente para cães grandes e ativos. No entanto, os cães nunca devem ser deixados fora de casa sozinho por períodos prolongados de tempo. Cães precisam de companheirismo, ficar perto de seus donos. Eles devem gastar mais tempo com sua família e não só do lado de fora de casa.

  1. Leve seu amigo ao veterinário para check-ups regulares

Se você não tiver um veterinário, peça uma indicação ao abrigo de animais ou a um amigo e confira nossas informações sobre como escolher um veterinário. Se você está tendo dificuldade em pagar para cuidados veterinários, você pode ser capaz de empregar opções criativas ou encontrar fontes de assistência.

  1. Castre seu cão

Cães que são castrados tendem a viver mais, ser mais saudáveis e têm menos problemas de comportamento (por exemplo, morder ou fugir). Pela castração de seu cão, você também está fazendo sua parte para reduzir o problema da superpopulação de animais. Procure um veterinário para tirar todas as suas dúvidas.

  1. Dê a seu cão uma alimentação equilibrada e água potável a vontade.

É importante consultar um veterinário para saber quantas vezes você deve alimentar o seu cão e quais são os alimentos que podemos dar aos animais e quais não devemos dar. Necessidades dietéticas mudam à medida que cães envelhecem, e os dentes do cão precisam ser limpo e monitorados regularmente para garantir que seu cão continue comendo corretamente.

  1. Adestramento de cães

É muito importante que os cães filhotes ou adultos recebam adestramento adequado. Pois os cachorros podem ser extremamente bagunceiros e levar seus donos a loucura pela falta de obediência. Os cães filhotes já podem começar a aprender com o adestramento a partir de 50 dias de vida. Procure iniciar o adestramento o mais cedo possível, assim o aprendizado será mais fácil e rápido.  O adestramento ocorre passo a passo e conforme o cachorro aprende é necessário paciência e muita prática para seu cão fixar os exercícios. O aprendizado pode ser mais lento conforme a idade do cão, mas é perfeitamente possível adestrar cães de qualquer idade.

Adestrar também é um ato de amor e cuidado com seu cão e saber cuidar de seu amigo só vai aumentar o carinho e confiança entre vocês. Por isso, nos manter informados de como cuidar de maneira correta é muito importante! Se você quer saber mais como melhorar essa relação confira nossa dica do MundoPets um kit com dicas que vai te ajudar a cuidar melhor de seu amigo.

  1. Mantenha seu cão fisicamente apto (mas não esgotado)

Os cães adoram passear. Dificilmente você vai encontrar um cão preguiçoso, que só quer comer e dormir. As caminhadas, as corridas e as brincadeiras regulares são importantes para seu amigo, para ele se tornar mais atencioso, e vai deixar de lado a preguiça e vai proporcionar um sentindo de bem-estar no seu cão.

  1. Tenha paciência com seu companheiro fiel.

Certifique-se de que as expectativas que você tem em relação ao seu cão são razoáveis e lembre-se que a grande maioria dos problemas de comportamento pode ser resolvida. Lembre-se também, nem todos os problemas de “comportamento” são apenas isso, muitos podem ser indicadores de problemas de saúde.

Se você está lutando com o comportamento do seu animal de estimação, conheça o MundoPets e descubra a melhor maneira de cuidar de seu cão!

Já vimos que ter um cachorro é ter um amigo fiel para sempre. Como você tem cuidado de seu amigo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *